terça-feira, 28 de agosto de 2018

ABORTO

De todos os institutos sociais existentes na Terra, a família é o mais importante, do ponto de vista dos alicerces morais que regem a vida.
É pela conjunção sexual entre o homem e a mulher que a Humanidade se perpetua no Planeta; em virtude disso, entre pais e filhos residem os mecanismos da sobrevivência humana, quanto à forma física, na face do orbe.
Fácil entender que é assim justamente que nós, os Espíritos eternos, atendendo aos impositivos do progresso, nos revezamos na arena do mundo, ora envergando a posição de pais, ora desempenhando o papel de filhos, aprendendo, gradativamente, na carteira do corpo carnal, as lições profundas do amor - do amor que nos soerguerá, um dia, em definitivo, da Terra para os Céus.
Com semelhantes notas, objetivamos tão-só destacar a expressão calamitosa do aborto criminoso, praticado exclusivamente pela fuga ao dever.
Habitualmente - nunca sempre - somos nós mesmos quem planifica a formação da família, antes do renascimento terrestre [...].
[...] Se, porém, quando instalados na Terra, anestesiamos a consciência, expulsando-os de nossa companhia, a pretexto de resguardar o próprio conforto, não lhes podemos prever as reações negativas e, então, muitos dos associados de nossos erros de outras épocas, ontem convertidos, no plano espiritual, em amigos potenciais, à custa das nossas promessas de compreensão e de auxílio, fazem-se hoje [...] inimigos recalcados que se nos entranham à vida íntima com tal expressão de desencanto e azedume que, a rigor, nos infundem mais sofrimento e aflição que se estivessem conosco em plena experiência física, na condição de filhos-problemas, impondo-nos trabalho e inquietação.
Admitimos seja suficiente breve meditação, em torno do aborto delituoso, para reconhecermos nele um dos grandes fornecedores das moléstias de etiologia obscura e das obsessões catalogáveis na patologia da mente, ocupando vastos departamentos de hospitais e prisões.
XAVIER, Francisco Cândido. Vida e Sexo. Pelo Espírito Emmanuel. FEB.

Reflexões





Quais as primeiras impressões dos que desencarnam por suicídio?

Documento sem título


A primeira decepção que os aguarda é a realidade da vida que se não extingue com as transições da morte do corpo físico, vida essa agravada por tormentos pavorosos, em virtude de sua decisão tocada de suprema rebeldia. Suicidas há que continuam experimentando os padecimentos físicos da última hora terrestre, em seu corpo somático, indefinidamente. Anos a fio, sentem as impressões terríveis do tóxico que lhes aniquilou as energias, a perfuração do cérebro pelo corpo estranho partido da arma usada no gesto supremo, o peso das rodas pesadas sob as quais se atiraram na ânsia de desertar da vida, a passagem das águas silenciosas e tristes sobre os seus despojos, onde procuraram o olvido criminoso de suas tarefas no mundo e, comumente, a pior emoção do suicida é a de acompanhar, minuto a minuto, o processo da decomposição do corpo abandonado no seio da terra, verminado e apodrecido. De todos os desvios da vida humana, o suicido é, talvez o maior deles pela sua característica de falso heroísmo, de negação absoluta da lei do amor e de suprema rebeldia à vontade de Deus, cuja justiça nunca se fez sentir, junto dos homens, sem a luz da misericórdia.


Da Obra “O CONSOLADOR” – Espírito: EMMANUEL – Médium: FRANCISCO CÂNDIDO XAVIER


quarta-feira, 18 de julho de 2018

EIS-ME AQUI

A alma encorajada pela fé deve buscar sempre em si mesma a presença amorosa de Jesus.
Aquele que busca o Mestre em seus próprios sentimentos é capaz de perceber como os seus atos estão se aprimorando perante os ensinos e exemplos do Modelo e Guia do amor e da verdade.
Na seara de reparação moral da qual fazemos parte em trabalho e redenção, que se chama Seara Espírita, somos convocados a dissolver as evidentes formas frágeis de nosso egoísmo e orgulho. Se queremos verdadeiramente auxiliar na transformação moral da humanidade, jamais deveremos nos declinar de por em prática as luzes que clarificam o recôndido dos nossos pensamentos que, muitas vezes, pedem reajustamento e correção em sintonia com as Leis Divinas, para que nos tornemos instrumentos úteis e não a pedra de tropeço que expressa sobreposições de nosso ego nos compromissos do trabalho Espírita. A ideia elevada produz indubiltavelmente os resultados de serenidade e maturidade naqueles que se entreguam dóceis aos conceitos de virtudes e sabedoria.
Quem poderá vencer a vontade de Deus com todas as primorosas e imperceptíveis formas de alcançar o coração dos homens? A dor que dilacera o coração vazio de sentido existencial e move o ser humano ao cansaço moral por se manter inerte no aprimoramento de si mesmo é muito diferente da dor sacrossanta da fidelidade a Jesus. A dor da fidelidade é permeada pela compaixão e altruísmo por aqueles que estão rebeldes e distantes da compreensão simples, celeste e amorosa da mensagem do Mestre. Tudo na vida é convite a pacificar a própria alma e nada se posiciona contra nenhum ser da Criação.
Por que colocar o tempo, a inteligência, os sentimentos e as ideias para se fazer contrário e adversário de quem quer que seja? Quando nosso olhar objetiva a olhar o infinito e sua grandeza, podemos perceber que jamais uma estrela busca apagar a outra e nenhuma galáxia sente o prazer em perturbar a paz do Universo em tentativa vã de se destacar.
O tempo atual não é para o destaque das atmosferas belicosas das opiniões pessoais! O tempo é essencialmente para amarmos uns aos outros, sem impecilhos de posições ou funções. Admitamos sempre que enquanto trabalhamos para a realização do propósito iluminativo de Deus na terra, os cooperadores do Cristo nas esferas elevadas já sabem como as situações e ocorrências vão se desdobrar nos degraus das décadas pela grande escada dos séculos.
Sirvamos, pois, com o sentimento de vitória, porque o Cristo se fez vencedor, desde o dia que misericordiosamente nos permitiu renascer, incontáveis vezes no amado globo que chamamos de lar terrestre. Ele está com todos os corações fiéis, auxiliando em tudo para que a força do amor sempre realize os objetivos divinos no coração do homem. Lembremos que quando as provações se tornarem insuportáveis ou os conflitos inadequados se tornarem quase insolúveis o Mestre estará nos aguardando no coração, com o seu amor, nos colocando a sua amorosa frase: Eis-me aqui!
Honório.
(Mensagem psicografada pelo médium Afro Stefanini II, na Spiritist Society of Palm Beach em Boca Raton, Flórida, em 22 de fevererio de 2017)

Onde Estiveres, Auta de Souza.

segunda-feira, 16 de julho de 2018

AMOR IMPERECÍVEL

Que Jesus, o nosso Mestre, Sol de todos nós, ilumine-nos a jornada da autotransformação!

Nestes dias em que sentimos pairar sobre nós os ensinos sublimes das palavras de vida eterna do nosso Senhor, comungando-nos uns com os outros da fraternidade e um convite perene para a humildade; agradeçamos!

Agradeçamos por estarmos recebendo a joia preciosa da Doutrina Espírita!

Celebremos na alma a certeza de que as dores do mundo que clamam por consolação e paz, contam com nossas mãos dedicadas no trabalho do bem!
Somos aqueles que ouvimos o cântico inesquecível da Galileia, que recebemos a musicalidade das epístolas de luz, que encontramos com a pobreza sagrada de Francisco e que recebemos as luminares estrelas do pentateuco Kardequiano.

Não nos falta nada, meus irmãos!

A chuva interminável de misericórdia que cai sobre nós vem para adubar os nossos corações ressequidos, ainda atrelados às disparidades de nossos desejos infrenes e descabidos.

Fortaleçamo-nos no aproveitamento seguro das instruções superiores que nos conclamam ao trabalho do desenvolvimento do amor dentro de nós. Que as letras se tornem alimento em nossas vidas, para que possamos, por meio da exemplificação de Jesus, nos encontrar com o Reino de Deus em nosso próprio coração.

Desafios se avolumam nesses dias tempestuosos.

A indiferença parece traçar um tropel de sanguinolentos episódios que grassam pela humanidade sofredora, vertendo ódio e sofrimento nas criaturas.

A companhia da violência parece destronar os esforços dos pacificadores destilando veneno entre as nações e entre as comunidades de todo jaez.

A ambição parece teia atrativa e perigosa que leva os incautos a proliferação da superficialidade na alma, colocando-os nas atividades em que a dor dilacera em vícios excruciantes.

Permanecei fiéis!

Jesus tem movimentado a Terra para a propagação da paz desde o seu surgimento. Prestai atenção nos impérios que ruíram, observai os tiranos que caíram, verificai os dominadores que se dobraram no sepulcro da morte. O triunfador imortal jamais foi vencido pela ignorância dos homens. Ele está como dantes, chamando a todos, como aos quinhentos da Galileia, a subirmos no monte das bem-aventuranças e encontrá-lO no cume da renúncia, no cume do sacrifício, no alto da doação incondicional do amor.

Filhos e filhas da alma, os circos romanos se abriram para a humanidade toda se transformando na arena da indiferença, do desamor, da ingratidão!
As tochas queimam milhões de criaturas no sensualismo e na culpa.

As flechas continuam ferindo a sensibilidade que não observa o sofrimento à volta e não estende a mão.

Sim, vivemos dias como aqueles dias em que as dores eram tão expressivas quanto as de hoje, porém as da atualidade se disfarçam na maquiagem da comodidade e da tecnologia.

Buscai os corações que sofrem, que choram, que gritam, pois a falange interminável das virtudes vos acompanha e vos clama ação libertadora na própria consciência.

Não sejamos nós os que firamos!

Não sejamos nós os que caluniemos!

Não sejamos nós os que abandonemos o Senhor, pois Ele ainda clama que a própria cruz seja erguida na humanidade sofredora, trazendo o seu amor imperecível!

Do servidor humílimo e paternal de sempre,

Bezerra.

Muita paz!

(Mensagem psicofônica recebida pelo médium Afro Stefanini II no encerramento do Encontro Reflexivo à Luz do Evangelho de Jesus 2017, em 16 de abril de 2017 na sede da Federação Espírita do Estado de Mato Grosso)

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Saúde e Otimismo


Mantém os teus pensamentos em ritmo de saúde e otimismo. A mente é dínamo poderoso. Conforme pensares atrairás respostas vibratórias equivalentes. Quem cultiva doenças, sempre padece problemas dessa natureza. Quem preserva a saúde, sempre supera as enfermidades. Pensa corretamente e serás inspirado por Deus a encontrar as soluções melhores. O pensamento edificante e bom é também uma oração sem palavras, que se faz sempre ouvida.

Joanna de Ângelis