Suicídios - Campo Grande - Mato Grosso do Sul: A ALMA NÃO MORRE NUNCA

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

A ALMA NÃO MORRE NUNCA

A alma não desaparece com o corpo, como também não é destruída pela morte, pois é imortal e imperecível. Portanto, ela não desaparece com o suicídio, assim como não deixa de sofrer, porque a vida prossegue em outro plano. A decepção que experimentam os suicidas é muito grande. Ao pretenderem acabar com os sofrimentos na Terra, intencionalmente buscando a morte, constatam, ao contrário disso, que continuam vivos, suportando as mesmas dores e sofrimentos.

Encontramos tal realidade nos relatos fornecidos pelos Espíritos suicidas, por intermédio de diversos médiuns, e registrados em diferentes obras espíritas. São depoimentos sobre as mais variadas situações que eles vivem em diferentes regiões do mundo espiritual, nas quais permanecem temporariamente expiando as dolorosas consequências de seu ato infeliz. Ao reencarnarem na Terra, todos passam por experiências regeneradoras, com o fim de se harmonizarem com as leis do Criador.

Agora, se a sua vida está difícil, vale a pena suicidar-se carregando na alma após a morte o remorso deste gesto infeliz? Claro que não. Quem hoje em dia não sofre? Quem não tem problemas sérios a resolver? Quem não carrega uma cruz pesada? E todas essas pessoas não conseguem vencer as suas dificuldades? Por que então você, que às vezes pensa em desertar da vida, também não vencerá as suas?

É preciso parar para pensar e buscar uma solução. Todos os problemas da vida têm solução.

No entanto, se você está se sentindo fraco, com as forças se esgotando, levante a cabeça para cima. Levante os olhos para o céu e peça com humildade a ajuda de Deus, que nunca está pobre de misericórdia. Deus, que é o nosso pai, não deixará você na rua da amargura e do desespero. Então, faça esta oração para buscar forças e coragem:

“Nosso Pai de amor e bondade! Ajuda-me a sair do desespero. Dá-me forças para continuar vivendo. Alivia a minha dor e ampara-me nesta hora difícil, porque sei que o Teu amor cobre a multidão dos meus erros. Diante da Tua Eterna compaixão, ergo as minhas mãos enfraquecidas nas lutas da vida, suplicando coragem para me levantar e poder caminhar com ânimo e vontade de viver.

Enxuga, Senhor, as minhas lágrimas nas dobras do Teu manto de infinita luz. Conforta o meu coração angustiado e sofrido neste momento. E eu te prometo, Senhor, com toda fé e convicção, que jamais ofenderei a Tua Suprema Bondade acabando com a minha vida, porque eu creio no Teu Infinito Amor! Por isso eu te peço Senhor, não me desampares jamais. Assim seja!”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário